M Facebook – Especial Eleições n° 3
M Facebook – Especial Eleições n° 3

Por Keila Rosa, Andressa Liegi, Robson Nunes, Natasha Bachini, Eduardo Barbabela e João Feres Júnior
03/11/2020 -

Chegamos à terceira semana das cam­panhas eleitorais para as eleições muni­­­­ci­pais de 2020. A equipe do Manchetômetro te­m monitorado as campanhas no Face­book dos candidatos às prefeituras das ca­pi­­tais brasileiras. Nessa semana verifica­mos, mais uma vez, a influência da pan­de­mia da Covid-19 no cenário eleitoral.

Além do tópico estar presente em muitas das publicações, observamos que nas cam­panhas de rua a maioria dos can­didatos se pre­o­cupa em utilizar máscara, manter o dis­­tan­ciamento em conversas com os elei­to­res, e que as passeatas apre­sentam um nú­mero reduzido de apoiadores. Até mês­mo nas lives al­guns candidatos optam por uti­lizar más­caras e dispor álcool em gel.

O relatório dessa semana compreende o pe­­­río­do de 12 a 18 de outubro de 2020. Além de nossa amostra geral, com os can­di­datos das 26 capitais brasileiras, esta se­ma­na também iremos observar a disputa e­lei­­toral em seis cidades específicas: Rio de Ja­n­eiro, São Paulo, Cuiabá, Fortaleza, Porto Ve­lho e Vitória.

Nes­sa semana foram observadas 7.871 pu­bli­­cações nas 319 páginas da amostra geral, que geraram 533.982 compartilha­men­tos, 414.006 comentários e 4.165.682 reações. Os principais recursos utilizados nos posts fo­­ram fotos (56%), vídeos (40%), links (3%) e somente texto (2%).

Dentre os 20 posts mais compartilhados du­ran­­­te o período, a liderança ficou com Ma­nue­la d’Ávila (PCdoB/RS), que reproduziu um vídeo de Wal­ter Casagrande cri­ti­cando a contratação de Robinho pelo San­tos após o jogador ter si­do condenado por es­tu­pro na Itália. Em se­gui­da, temos um post de Ar­thur do Val (Pa­t­riota/SP) desapro­van­do a sol­tura de um homem preso por agre­dir uma mulher devido à falta de fla­grante.

Em terceiro, aparece Guilherme Boulos (PSOL/SP) utilizando-se de uma sátira ao go­­verno do PSDB para desejar feliz dia dos pro­­fessores. O candidato consta ainda em mais dez posições do ranking, divulgando sua cam­panha, as ações de sua vice Luiza Erun­dina – quando foi pre­feita da cidade -, criti­cando Celso Russoman­no (Repu­bli­ca­nos/SP) e ressaltando que não deve haver ri­­validade entre as forças de esquerda. Tam­­bém se destaca no ranking Marcelo Cri­vel­la (Republicanos/RJ) com três posts.

Em um deles Crivella celebra a suspensão da decisão do TRE que o tornou elegível e di­­­vul­ga sua campanha. Joice Hasselmann (PSL/SP) emplacou dois posts no ranking, am­­bos critican­do o Ministro Marco Aurélio pe­­la soltura de di­ver­sos presos, com foco no caso de André do Rap.

O candidato Amazonino Mendes (PODE/AM) compõe o ranking com um ví­deo de divul­gação de sua campanha, de tom informal e que faz referência ao fa­mo­so jogo online Free Fire. Por fim, Fernanda Mel­chionna (PSOL/RS) aparece com uma pu­blicação cri­ti­cando o governo Bolsonaro a partir do caso do senador e vice-líder do go­­verno, Chico Rodrigues (DEM/RR), que foi pe­go pela Polícia Federal com dinheiro na cueca.

SÃO PAULO

No pleito da capital paulista foram ob­ser­v­a­das 684 publicações nas 14 páginas da amos­tra, que geraram 188.715 comparti­lha­mentos, 125.555 comentários e 1.774.103 reações. Os principais recursos uti­li­zados nos posts foram fotos (52%), ví­deos (41%), links (5%) e somente texto (1%).

Entre os 10 posts mais compartilhados des­sa semana, Arthur do Val (Patriotas/SP), tam­bém conhecido como Mamãe Falei por seu Canal no Youtube, lidera com o post men­cionado anteriormente, no qual critica a soltura de um homem agressor por falta de flagrante. Em seguida vem Guilherme Bou­los (PSOL/SP), com oito das dez pos­tagens mais compartilhadas. O candidato de­nun­cia através do humor o governo do PSDB por usar a polícia para reprimir pro­tes­tos passados dos professores e homena­geia estes profissionais pelo seu dia.

Boulos também indica como fazer doação pa­ra sua campanha; critica Bolsonaro, Celso Russomanno (Republicanos/SP) e o can­ce­la­­mento dos debates na televisão; a­pre­senta suas propostas para superação da cri­se pandêmica; e destaca o aumento de três pontos percentuais de sua candidatura (de 9 para 12%) na última pesquisa Data­folha[1]. O candidato do PSOL ainda ressalta o envolvimento de Russomanno na inves­ti­ga­ção da Máfia da Merenda, em 2016, e cri­tica a fala do concorrente sobre a situação das pessoas de rua com a Covid-19.

 

Na 9ª e 10ª posição temos um post em que fa­mosos manifestam seu apoio a Boulos e sua entrevista ao Estadão, na qual após ser per­guntado por Eliane Castanhêde sobre a ne­cessidade de o PSOL tomar uma posição dian­teira em relação ao PT, o candidato res­pon­de que o adversário não é o PT e nem a es­querda. Por fim, temos Joice Hasselmann (PSL) na quinta colocação no ranking, em post crítico ao Ministro Marco Aurélio, por ter concedido habeas corpus a diversos pre­sos, especialmente André do Rap, en­fa­ti­zando o prejuízo financeiro de São Paulo na busca do mesmo.


RIO DE JANEIRO

Na disputa eleitoral do Rio de Janeiro foram ob­­­­­ser­­va­das 445 publicações nas 13 páginas da amostra, que geraram 52.638 compartilha­­­­­­men­tos, 47.786 comentários e 451.136 re­a­­­ções. Os principais recursos u­tilizados nos posts foram fotos (54%), vídeos (39%), links (5%) e somente texto (2%).

Os 10 posts mais compartilhados do pe­río­do pertencem a Marcelo Crivella (Republi­ca­nos), can­­didato à reeleição na cidade, que na pesquisa do Datafolha de 22 de ou­tubro de 2020 apresentava 13% das in­­ten­­ções de voto. Em suas postagens, o candidato divul­ga os feitos de seu governo; come­­mora a suspensão da decisão do TRE pe­lo TSE que torna possível sua reeleição; faz pro­­paganda dos investimentos em saú­de de seu governo e da implemen­tação de aulas aos sábados (antes da pan­­demia) em escol­­as de bairros com maior vul­nerabilidade so­cial; critica uma po­s­­sível vol­ta do pedágio na linha amarela; e faz uma live com os verea­dores Dr. Jairinho (Solidariedade/RJ) e Fe­lipe Michel (PP/RJ) pa­ra falar sobre perspec­tivas para a ci­­dade, co­mo em relação à cri­­se causada pe­­la pandemia da Covid-19.

É interessante ressaltar que, além do fenô­me­­no observado nas últimas semanas de ten­­­­­­­ta­­tiva por parte do candidato de as­sociar sua imagem à de Bolsonaro, as pos­ta­gens de Crivella fre­­quen­temente a­pre­sen­tam um apelo religioso, seja com hashtags co­mo #ComDeus­PelaFamíliaPeloRio, ou com o uso de passagens bíblicas. No­mea­da­­mente, a passagem de João 8:32 (“Conhe­­­ceis a verdade, e a verdade vos liber­tará”) é utilizada em grande par­­te dos posts, em um estilo bolsonarista de se opor às informações trazidas pela mídia tradicional. Também é curioso o fato de apesar de ser o líder em engajamento na rede en­­tre os candidatos da cidade, Crivella, nes­sa sema­­na, publicou menos do que onze de seus con­­correntes, com o total de 22 posts.

CUIABÁ

Na disputa pela capital matogrossense fo­ram observadas 107 publicações nas 6 pá­gi­nas da amostra, que geraram 2.166 com­par­­tilha­­­mentos, 3.922 comentários e 14.143 rea­­­ções. Os principais recursos utilizados nos posts foram fotos (63%), vídeos (26%) e links (11%).

Entre os 10 posts mais compartilhados, Gi­se­­la Simona (PROS) aparece na liderança com uma publicação em resposta ao co­men­­tário de seu adversário, Abílio Júnior (PODE), em um debate da Record, em que diz que Simona é uma excelente candidata “mes­­mo sendo mulher”. No vídeo de res­pos­ta, diversas mulheres aparecem falando o que fazem, ironizando a sentença pro­fe­ri­da pelo adversário. A candidata também a­pa­re­ce na terceira posição, divulgando nova­­mente o acontecido, defendendo as mu­­lheres e divulgando seu plano de po­líti­cas públicas para esse grupo. As outras oito po­sições do ranking ficam com Ema­nuel Pi­n­he­iro (MDB). O candidato ressalta a sua li­de­rança, com 38,7%, na pesquisa de in­ten­ção de votos do Instituto Olhar Dados (10 a 12 de outubro), se compromete com a e­du­ca­ção e a valorização dos professores, di­vul­­ga seus canais de comunicação, espe­cial­­­mente o WhatsApp, suas ações para as cri­an­­ças e idosos (com os Centros de Con­vivên­cia de Idosos – CCI) e sua vida pessoal, e apoia a participação das mulheres na po­lí­­tica e o movimento de mulheres de seu par­­tido com a hashtag #MovimentoMu­lher15. Embora seja o candidato com a me­nor quantidade de publicações (11), Ema­nu­el Pinheiro consegue o maior número de com­­partilhamentos com essas, totalizando 926. Contudo, a pesquisa Datafolha[2] divul­ga­da pelo can­didato, de 16 de outubro, in­di­ca Abílio Júnior na liderança, com 26% das in­tenções de voto, Pinhei­ro em segundo lu­gar, com 20%, e Simona em terceiro lugar, com 11%.

 

FORTALEZA

No pleito da cidade de Fortaleza foram obser­va­das 338 publicações nas 10 páginas da amos­tra, que geraram 20.011 com­partilha­men­tos, 21.752 comentários e 170.971 rea­ções. Os principais recursos ut­ili­za­dos nos posts foram fotos (61%), vídeos (37%), links (1%) e somente texto (1%).

Entre os 10 posts mais compartilhados, Ca­pitão Wagner (PROS) assume a liderança com a divulgação pelo Jornal da Band de pes­­quisa de em que seu nome aparece em pri­­meiro lugar, com 35% das intenções de vo­to, de acordo com a Paraná Pesquisas. O can­­didato emplacou mais cinco posts no ran­­king. Divulgou a pesquisa do Datafolha, em que apresentava 33% das intenções de vo­­to. Além disso, fez uma live, em tom de con­­versa mais informal, com Kaio Cardoso, fi­lho de 13 anos da sua candidata à vice-pre­fei­ta, Karla Cardoso (PODE), que possui de­fi­­ciência física e participou de uma cam­panha para receber uma doação de medula ós­sea. Wagner manifestou também apoio ao Senador Eduardo Girão (PODE/CE), em sua publicação a favor da operação da Polícia Federal no Ceará de cumprimento de man­­­­dados da Lava Jato. A candidata Luizianne Lins (PT) responde por três posts no ran­­king. Nestes divulga o se­gundo lugar na pes­­­quisa Ibope, com 23% das intenções de vo­­­to, promove o jingle de sua campanha e pe­­­de apoio nas redes so­ciais. Por fim, o candi­­dato José Sarto (PDT) aparece com uma pu­­blicação tam­bém divulgando a pesquisa Ibo­­pe, com 16% das intenções de voto, e seu crescimento nas pesquisas desde o dia 25 de setembro, quando tinha 5,1%, de a­cor­do com o Instituto Zay­tec. Apesar de pequenas divergências entre as pesquisas men­cionadas, em todas Capitão Wagner a­pa­­rece em primeiro (entre 28% e 35%), Luizi­anne Lins em segundo (entre 15% e 24%) e Sarto em terceiro (entre 15% e 16%).

 

PORTO VELHO

Na disputa eleitoral de Porto Velho foram ob­­­ser­vadas 15 páginas, que geraram 15.155 com­­partilhamentos, 12.842 comentários e 45.909 reações. Os principais recursos u­tili­za­dos nos posts foram fotos (58%), vídeos (35%), links (3%) e somente texto (3%).

Entre os 10 posts mais compartilhados da se­­­ma­na, Breno Mendes (AVANTE) leva a li­­de­­rança e metade das publicações do ran­­king. O primeiro colocado é um vídeo do can­­didato juntamente com seu vice, Pas­tor Jo­si­nelio (Patriotas), visitando um bair­ro na Zo­­na Leste da capital e mos­tran­do sua pre­ca­­riedade, enquanto todas as outras são de pas­­seatas ou even­tos com apoiadores. O can­­didato é co­nhecido como o Fiscal do Po­vo e utiliza-se desse termo em todas as suas pu­bli­ca­ções, que refletem exatamente es­sa ima­­gem, de uma figura próxima à po­pu­lação. Já o candidato e atual prefeito, Dr. Hil­­don (PSDB), tem quatro publicações no ran­­­king. Duas delas mostram as obras rea­­­li­za­das em sua gestão para revitalizar a Es­trada de Ferro Madeira Mamoré, um pa­tri­mô­nio da cidade. O candidato tam­bém apos­ta nas li­ves, realizando-as bis­se­ma­nal­mente (às ter­ças e quintas-feiras) pra deba­ter sobre as­sun­tos de interesse pú­blico. As des­sa se­ma­na trataram das o­bras de ilumi­nação re­a­liza­das, com a pre­sença do Dire­tor da Em­pre­sa Municipal de Desenvol­vimento Urba­no (EMDUR), e so­bre educa­ção, na qual o can­didato re­ce­be junto com sua esposa, a Pri­meira-Da­ma Ieda Chaves, o Secretário de Edu­ca­ção e a Secretária Ad­junta de Edu­ca­ção da cidade.

Por fim, o candidato Lindomar Garçon (Re­­pu­­blicanos) aparece com um post na 10ª po­­sição, com uma live, junto a sua vi­ce, a po­li­cial militar Milene Barreto (Re­pu­bli­ca­nos), na qual discutem o resumo da a­gen­da da semana, ações de campanha e su­as pro­pos­tas.

VITÓRIA

A disputa pela prefeitura de Vitória rendeu 191 publicações nas 8 páginas da a­mos­­tra, que geraram 3.037 compar­tilha­men­­­tos, 1.869 comentários e 16.589 rea­ções. Os principais recursos utilizados nos posts foram fotos (59%), vídeos (40%), links (1%) e somente texto (1%).

Entre os 10 posts mais compartilhados, oi­to pertencem ao Delegado Lorenzo Pa­zo­lini (Republica­nos), que adota como slo­gan de campanha o lema “Paz e Igual­da­de” (#PazeIgualdade), utilizado em qua­se to­das as postagens. Em suas publi­ca­ções, Pazolini divulga sua campanha, de­fen­de a volta do restaurante popular de Vitória, trata de políticas para as crian­ças e jovens e, es­pe­cial­mente, a questão da vio­lên­cia, trazendo vídeos com casos que o­correram na cidade. O candidato, que era delegado da Polícia Militar, faz um for­te apelo à segurança pública em sua cam­panha, inclusive com um post so­bre sua carreira na PM.

As outras duas po­sições do ranking fi­ca­ram com Fabrício Gan­dini (Cidadania), com posts em que di­vul­ga sua campanha e seu plano de go­verno, ambos com um fo­co no diálogo com a população.

CONCLUSÕES

Observamos esta semana que os posts mais compartilhados se afastaram dos temas na­cionais e começaram a discutir os resultados de pesquisas de opinião. Contudo, ainda se notar a presença de diversos temas que não são de competência municipal: discussões sobre a a­tua­­ção da Polícia Militar, a Operação Lava Jato e as decisões do STF. Embora seja cedo para rea­lizarmos in­ferências e dadas as peculiaridades locais das disputas muni­cipais, continua a se confirmar o descolamento relativo do en­gajamento obtido nas mídias so­ciais pelas cam­panhas dos candidatos e seu desempenho nas pesquisas de intenção de vo­to. Vejamos se até o primeiro turno es­sa hi­pótese se confirma.

 

Você pode baixar o relatório completo, clicando aqui.

[1] https://g1.globo.com/sp/sao-paulo/eleicoes/2020/noticia/2020/10/08/pesquisa-datafolha-em-sao-paulo-russomanno-27percent-covas-21percent-boulos-12percent-franca-8percent.ghtml

[2] https://g1.globo.com/mt/mato-grosso/eleicoes/2020/noticia/2020/10/16/pesquisa-ibope-em-cuiaba-abilio-26percent-emanuel-20percent-franca-19percent.ghtml

Apoie o Manchetômetro

Criado em 2014, o Manchetômetro (IESP-UERJ) é o único site de monitoramento contínuo da grande mídia brasileira. As pesquisas do Manchetômetro são realizadas por uma equipe com alto grau de treinamento acadêmico e profissional.

Para cumprirmos nossa missão, é fundamental que continuemos funcionando com autonomia e independência. Daí procurarmos fontes coletivas de financiamento.

Conheça mais o projeto e colabore: https://benfeitoria.com/manchetometro

Compartilhe nossas postagens e o link da campanha nas suas redes sociais.

Seu apoio conta muito!

Publicação anterior

Por Natasha Bachini, Eduardo Barbabela, Douglas Moura, Keila Rosa, Andressa Liegi Costa, Lucas Loureiro, Mariana Soares, Bruna Medina, Ana Beatriz Getirana, Matheus Ribeiro, Robson Nunes, Victor Nobre e João Feres Jr
01/11/2020 - Entre os dias 12 e 18 de outubro, das 719 páginas analisadas, 638 publicaram algum conteúdo. No total da amostra semanal, foram verificadas 17.370 publicações. Dentre elas, 7.867 (45%) fotos, ...
Próxima publicação

Por Natasha Bachini, Eduardo Barbabela, Douglas Moura, Keila Rosa, Andressa Liegi Costa, Lucas Loureiro, Mariana Soares, Bruna Medina, Ana Beatriz Getirana, Matheus Ribeiro, Robson Nunes, Victor Nobre e João Feres Jr
05/11/2020 - Entre os dias 19 e 25 de outubro, das 719 páginas analisadas, 623 publicaram algum conteúdo. No total da amostra semanal foram verificadas 17.905 publicações. Dentre elas, 7.759 (43%) fotos, ...