M Facebook – Especial Eleições n° 6
M Facebook – Especial Eleições n° 6

Por Keila Rosa, Andressa Liegi, Robson Nunes, Natasha Bachini, Eduardo Barbabela e João Feres Júnior
20/11/2020 -

A reta final do primeiro turno das eleições municipais movimentou bastante as redes sociais, com um aumento de 27% da média diária de publicações desde a primeira se­ma­­na de cam­panha. Nesta semana de 2 a 8 de no­vem­bro, as 319 páginas moni­to­ra­das, de can­didatos e candidatas às prefei­tu­ras das 26 capitais brasileiras, publicaram 8.931 posts que provocaram 794.699 com­par­ti­lha­mentos, 535.128 comentários e 4.875.432 reações (soma­tó­rio das ações dos bo­­­tões: curtir, adoro, co­ra­gem, riso, sur­pre­sa, tristeza e ira). Em com­paração ao início da cam­panha tam­bém cresceu a utilização de lives como re­cur­so midiático. Na pri­mei­ra semana, este formato representava 32% dos posts mo­­nitora­dos e atual­men­te cor­responde à 42%. Os demais recursos aplicados fo­­ram fo­­tos (54%), links (3%) e somente tex­to (1%).  Nesta semana, trazemos os dados do ranking geral e de seis capitais: 1) São Paulo, 2) Rio de Janeiro, 3) Teresina, 4) Aracajú, 5) Natal e 6) Boa Vista.

Além de assuntos per­ti­nen­tes à campanha eleitoral, o caso de Mariana Fer­rer – em que um juiz sentenciou um cri­me co­mo ‘estupro culposo’ – e as eleições pre­si­den­­ciais dos Estados Unidos, foram os te­mas abor­dados pelos candidatos que ganha­ram no­to­ri­eda­de na rede durante essa semana.

No ranking das 20 postagens mais compar­ti­­lhadas da semana, a página de Manuela D’Á­vila (PC do B-PORTO ALEGRE/RS) ficou em primeiro lugar ao reproduzir uma ima­gem com a expressão “não existe estupro cul­­poso”, mensagem em solidariedade à Ma­­ria­na Ferrer, vítima de estupro. Além des­­te post, a candidata ocupou mais três po­­si­ções no ranking com conteúdos re­la­cio­­­nados à vitória de Joe Bi­­den nas eleições estadunidenses, evidenciando em um dos posts, a vice Kamala Harris, primeira mu­lher ne­gra a ocupar o car­go nos Es­tados Uni­dos. Guilherme Bou­los (PSOL-SP) foi outro des­taque no ran­king, res­ponsável por cinco colocações, qua­tro uti­li­zan­do foto/imagem e um link de no­tícia co­mo recurso para construção da men­­sagem. No conteúdo postado, o candi­da­to de­mons­­trou apoio à Mariana Ferrer; cri­ticou seu adversário Celso Russomanno (RE­PU­­BLI­­CANOS-SP) por retirar verba da edu­­­ca­ção e por publicar fake news a seu res­peito, e ain­da comemorou uma decisão do TSE para realização de um show on­li­ne com o propósito de arrecadar verba para a sua cam­panha.

Juliana Brizola (PDT-PORTO A­LE­GRE/RS) ocupou três posições no ranking ao se denunciar que ‘estupro culposo’ não e­xis­te e observar que (referente às eleições nos EUA) “não é sobre a vitória de Biden, e sim sobre a importância da derrota do fascismo”, e que o mundo siga o exemplo. Ou­tra can­di­data de esquerda que compõe o ranking é Fernanda Mel­chi­on­na (PSOL-PORTO ALEGRE/RS). Em dois de seus posts, Melchionna também trata do ca­so Ma­ri­ana Ferrer condenando a fala do jor­nalista Ro­drigo Constantino, em que ele insi­nua ser cul­pa da vítima o estupro (o jor­na­lista foi de­mitido de três veículos de co­mu­nicação por causa deste episódio) e di­vul­gando  ima­gens da audiência do caso de Ma­riana Fer­rer para demonstrar como as ví­ti­mas de es­tupro sofrem também de vio­lên­cia ins­ti­tu­cional. Além disso, a candidata do PSOL-RS ressalta a vitória de Biden sobre Donald Trump.

Do outro lado, candidatos da direita e ex­tre­­ma-direita ocupam cinco po­­­sições do nosso ranking. Arthur do Val (PA­­TRIOTA-SP) se posicionou contra a vio­lên­­­cia e fez a promessa de for­ta­le­­­cer a Guar­­da Civil Municipal para pro­­­te­ger a po­pu­­­lação. Já Marcelo Crivella (RE­­PU­­BLI­CA­NOS-RJ) divulgou um vídeo de cam­­panha com a presença de Jair Bolso­na­ro (Sem Partido) em que rea­firmou seu o perfil ideológico con­­ser­va­dor, os valores pela família e a sua reli­­gio­si­da­de. Além disso, atacou seus opo­si­tores que, segundo ele, querem pintar o país de “ver­melho” e que são de uma “ideo­lo­­gia ne­fasta”. Em outro momento, Crivella agra­de­ce a Deus pelo STF ter retirado da pauta uma ação do PSOL que, em suas palavras, quer ‘ideologia de gênero nas escolas’ e re­pro­­­duz o link de uma notícia do site Gazeta do Povo. Com narrativa semelhante compõe no ran­king o can­didato à prefeitura de Fortaleza Capitão Wagner (PROS-CE). O candidato promoveu uma live para atacar o seu adversário, Sarto (PDT- CE), dizendo que se trata de uma figura política aliada aos Ferreira Go­mes (Cid Gomes e Ciro Gomes) e acusa-o de cor­rupto. Pede para comparti­lharem a live e se lança como candidato da verdade con­tra a mentira, dizendo: “De­us está vendo”.

 

SÃO PAULO

Na disputa pela cidade de São Paulo fo­ram observados 796 posts produzidos pelas pá­­ginas de 14 candidatos[1]. Em média foram pro­­duzidos 113,71 posts por dia que no to­tal geraram 221.073 compartilhamentos, 164.420 comentários e 1.840.479 reações. Os principais recursos utilizados nos posts fo­­­ram fotos (50%), vídeos (44%), links (5%) e somente texto (1%).

No ranking dos 10 posts mais com­par­ti­lha­dos, a página do candidato Gui­lhe­rme Bou­los (PSOL) divide as posições a­pe­nas com Arthur do Val (PATRIOTA). Foram oito posts contra dois, respectivamente. As du­as pá­ginas são também as que incitam mai­or en­ga­jamento do público, bem distantes do terceiro lugar, Joice Hasselmann (PSL-SP).  Arthur do Val produziu o post com maior nú­me­ro de compartilhamentos da semana (39.665), no qual reproduz a cena de violên­cia contra uma mulher em praça pública. O outro post do can­di­da­to ocupou o décimo lu­gar no ranking. Ape­nas com uma mani­fes­tação de ‘kkkkk’, o can­didato publicou uma imagem manipu­la­da com a foto de cin­co figuras políticas: o a­tual líder da Coreia do Norte dizen­do: “esses ame­ricanos… Elei­ção com mais de um candidato sempre dá pro­blema!” e logo a­bai­xo a foto de Boulos, Pu­tin, Maduro e Fi­del Castro, todos sor­rin­do.

Já o candidato com maior intenção de votos na capital paulista, Bruno Covas (PSDB), com uma propaganda eleitoral pautada em sua atual gestão, continua gerando pouca inte­ra­­ção na rede, 1.674 por post, contra 6.565 de Boulos e 33.476 engajamentos de Covas contra 938.843 de Boulos. A soma de seus posts re­pre­­senta 14% do total de Boulos, seu prin­cipal concorrente para o segundo tur­­no.

RIO DE JANEIRO

No pleito carioca foram observados 573 posts gerados pelas páginas de 13 can­di­da­tos. Em média foram produzidos 81,86 posts por dia que no total geraram 78.104 com­­partilhamentos, 71.098 comentários e 429.829 reações. Os principais recursos uti­li­­zados nos posts foram fotos (48%), vídeos (46%), links (3%) e somente texto (3%).

Nesta semana, a página do candidato Mar­celo Crivella (REPUBLICANOS) mais uma vez ocu­pou sozinha as 10 posições do nosso ran­­king. Ape­sar do seu partido ser considera­do pela gran­de mídia de centro, o candida­to alinha sua campanha aos posicionamen­to e à imagem do presidente Jair Bol­so­­naro, que ope­ra como a extrema-direita. Co­mo ins­tru­mento de propaganda, Crivella ado­ta a narrativa polarizada do “nós” contra “e­les”, com a participação de Bolsonaro se re­­fe­rindo aos candidatos opositores de es­querda e condenando suas ações. O atual prefeito carioca também se apoia na cren­ça re­li­giosa para se comunicar com os eleitores sob o slogan “Com Deus, pela famí­lia, pelo Rio”. Em alguns dos seus posts, na maioria com vídeos, Cri­vel­la divulgou a­ções da agenda de cam­panha em que visita lu­gares públicos, sem­pre acompanhado de uma pequena comi­ti­va; e contou com o apoio do vice-presidente em vídeo com a candida­ta à vice de sua cha­pa, Andréa Firmo, que fez carreira no Exér­ci­to. Além disso, assim co­mo os candidatos de ou­tras capitais, fez uma declaração de apo­io à Mariana Ferrer, no caso do ‘estupro cul­po­so’.

TERESINA

Teresina, com pouco mais de meio mi­lhão de votantes, se apresenta como uma ca­­pital com baixa interação na rede do Fa­cebook em comparação às outras. Com relação às 12 páginas dos can­di­­da­tos da capital piauiense, foram obser­­va­dos 220 posts. Em média foram pro­du­zi­dos 31,43 posts por dia, que no total ge­ra­ram 4.481 compartilhamentos, 3.791 co­­men­­tários e 25.541 reações. Os prin­­ci­pais recursos utilizados nos posts fo­ram fo­tos (54%), vídeos (46%), links (0%) e somente texto (0%).

Nesta capital, apenas duas páginas de can­­didatos à prefeitura despontaram em nos­so ranking da semana, Major Diego Me­lo 51 (PATRIOTA) e Kleber Montezuma (PSDB), com seis e quatro posts cada um, res­pectivamente. O candidato com maior in­­tenção de votos neste momento, Dr. Pes­soa (MDB), tem também a página com maior engajamento, porém consta entre os dez posts mais compar­ti­lha­dos.

Os conteúdos que se destacaram na página de Ma­jor Diego Melo são todos no formato de vídeos/lives. Neles, o candidato reforça o seu posicionamento religio­so e conser­vador, adotando uma narrativa po­larizada pa­ra criticar seus adversários, além de fazer pro­mes­sas de campanha. Além disso, em um de seus posts publi­cou uma entrevista em que se explica diante de uma denúncia de atos irregulares co­me­tidos por ele enquanto integran­te da Po­lí­cia Militar. Já Kleber Montezuma, se­­gundo colocado nas pesquisas de inten­­ção de voto, obteve mais compartilha­men­­tos com mensagens sobre propostas de governo, marcadamente nas áreas da e­du­­­cação e transporte público. O candi­da­­to do PSDB sustenta uma narrativa de afe­to para com a cidade para angariar elei­­tores.

 


ARACAJU

Em Aracaju, capital com pouco mais de 404 mil eleitores, foram observados 187 posts produzidos pelas páginas de seis can­­di­datos à prefeitura. Em média foram pro­­duzidos 26,71 posts por dia que no to­tal geraram 1.782 compartilhamentos, 2.705 comentários e 27.397 reações. Os prin­­cipais recursos utilizados nos posts fo­­ram fotos (45%), vídeos (52%), links (2%) e somente texto (1%).

Nessa capital, das seis páginas moni­to­radas, somente uma, a página do can­di­da­­to Rodrigo Valadares (PTB), ocupou as 10 posições do ranking. Valadares está atual­­men­te em terceiro lugar nas pes­qui­sas de in­ten­ção de voto. Com o slogan de cam­­panha “direita, conservador, cristão”, o can­didato desenvolve sua propaganda e­­lei­­toral pautado principalmente na ideia ‘da velha’ política contra o ‘novo’. Sempre com as cores verde e amarelo em suas peças de campanha, é também um dos can­di­da­tos que reproduz a imagem sim­bólica da “arminha” feita com as mãos inspi­rada em Bolsonaro.

Um dos posts de Valadares que obteve lugar no ranking foi retirado do ar pela plata­for­ma por infringir as Políticas de Publi­ci­da­de do Face­book e outro se trata de uma pro­pa­gan­da de seu adversário, Ed­val­­do No­guei­ra (PDT), postada em sua pá­gi­na co­mo direito de resposta conce­dido pela Jus­tiça Eleitoral.

 

NATAL

Com relação à disputa da capital do Rio Grande do Norte, foram observados 346 posts produzidos pelas páginas de 11 can­didatos. Em média foram produzidos 49,43 posts por dia que no total geraram 5.412 compartilhamentos, 4.638 co­men­tá­rios e 35.453 reações. Os principais re­cur­­sos utilizados nos posts foram fotos (62%), vídeos (37%), links (1%) e somente tex­to (1%).

 

Natal tem pouco mais 560 mil eleitores. Na capital potiguar, as pá­gi­nas dos candidatos que apareceram no ran­­king dos dez posts mais compar­ti­lha­dos fo­­ram: Coronel Hélio Oliveira RN (PRTB); Se­­na­dor Jean (PT); Álvaro Dias (PSDB); Kelps Lima (SOLIDARIEDADE) e De­legado Sér­gio Leocádio (PSL).  O post com mais com­partilhamentos (447) foi um vídeo pro­duzido pelo Coronel Hélio Oli­veira, em que o candidato aparece com uma cami­se­ta estampada com a fra­se “pátria livre, sem PT” levantando um bo­neco gigante in­flável do ex-presidente Lula carac­te­ri­za­do de presidiário, dizendo que o PT é o par­­tido mais corrupto da na­ção. Na sua fa­la, o candidato, segue ainda con­de­nan­do seus adversários do PT e PSDB, Jean e Ál­­varo Dias, como ‘todos fa­rinha do mes­mo saco’ e se dirige aos e­leitores cris­tãos co­­mo apoiador do Bol­so­naro.

O segundo lugar no ranking foi do Se­na­dor Jean (PT), com um vídeo de pro­pa­gan­da eleitoral que traz o ex-pre­si­­­dente Lula apoiando sua candidatura e fa­­­lan­do de suas propostas de governo. O can­­­didato ainda obteve outra posição no ran­king (10ª), em que ele propõe a mu­­dança da sede da prefeitura e aparece nu­ma imagem que traz sua foto e ao fun­do uma ponte (Zona Norte)[i]. Álvaro Dias (PSDB), candidato preferido dos eleitores até então, destacou em seus dois posts no ranking sua agenda eleitoral, uma vi­si­­ta à Confecções Guararapes (vídeo), um gran­­­de galpão com centenas de trabalha­do­­res e uma visita às obras de pa­vi­men­ta­ção do bairro Planalto (foto). Kelps Li­ma (SOLIDARIEDADE) participa do ranking com dois posts, ambos com con­­teúdo contra o fundo eleitoral. No en­tan­­to, o candidato ainda se destaca com ou­tros dois posts, primeiro um vídeo do can­­didato fazendo promessa de cam­pa­nha com propostas para melhorar o trans­­­porte público, e em outro com uma ima­­­gem em se que comprara a seus ad­ver­­­­sários nos quesitos: uso do fundo elei­to­­ral, processo na justiça, formação em ges­­tão pública, natural da cidade e ne­po­tis­mo. Por fim, o candidato do PSL, De­le­ga­­do Sérgio Leocádio, divulga uma peça de campanha que traz a informação de que a justiça “proíbe Álvaro Dias [seu ad­ver­­­sário e atual prefeito] de manter vei­cu­­­lação de fake news” contra o candidato. Na peça, destacam-se as cores verde e a­ma­­relo e a foto do candidato fazendo “ar­mi­nha” com as mãos, imitando Bolsonaro.

 

BOA VISTA

Boa Vista é uma das capitais brasileiras com menor número de eleitores, 217.477, ficando na frente apenas de Palmas-TO. Com relação aos candidatos desta cidade, foram observados 268 posts produzidos pelas páginas de dez can­didatos. Em média foram produzidos 38,29 posts por dia que no total geraram 11.592 compartilhamentos, 6.857 comen­tá­rios e 54.314 reações. Os re­cur­sos u­ti­li­za­dos nos posts foram fotos (54%), vídeos (45%), links (0%) e somente texto (0%).

 

Nesta cidade, quatro páginas dividem as dez posições no ranking.  Arthur Hen­ri­que (MDB) aparece com 5 posts. O con­teú­­do foi desenvolvido com foco nas pro­pos­­tas de governo e na divulgação do can­­­didato em primeiro lugar nas pes­qu­isas de intenção de voto com o apoio da a­tual prefeita.  Já o Deputado Federal Ni­co­le­tti (PSL), com um post no ranking, re­pro­­duziu uma live em que ele é entrevis­ta­­do na rádio local Damurida. Na ocasião fo­ram colocados em pauta suas pro­pos­tas de governo e sua posição diante dos pro­­blemas da capital a partir de um viés con­servador característico do seu par­ti­do. Pastor Isamar (PODEMOS) se des­ta­cou com três posts em formato de live. Um deles foi a transmissão de um comí­cio feito em praça pública e outros dois, uma live dividida em dois mo­men­tos. Nela o candidato e seus convidados tra­ta­ram de diversos temas: acu­sa­vam seus adversários com ideia de ‘i­de­o­­logia de gênero’ nas escolas; de­fen­de­ram um modelo de ‘família padrão’; e ain­da criticaram os concorrentes por falta de po­sicionamento de espectro político. Além disso, discutiram questões e pro­pos­­tas sobre cultura, economia, trabalho, se­­gurança pública, educação etc. Em cer­to momento, o candidato diz ainda ter ex­pe­­riência de gestão de recursos e exem­pli­­­fica dizendo que construíram, com dí­zi­mos e ofertas, 443 templos em 22 anos no es­tado de Roraima.

O outro candidato presente no ranking foi Ottaci (SOLIDARIEDADE), com post em que promete  aumen­tar a quan­­tidade de Casas Mãe, insti­tuição pú­bli­ca que acolhe crianças en­quan­to os pais estão no trabalho.

 

CONCLUSÕES

Na última semana antes de primeiro turno, a polarização entre esquerda e direita fica mais evidente na rede, com os candidatos marcando posição perante seus adversários eleitorais. Os políticos de esquerda aproveitaram o período pa­ra se diferenciar dos da direita com discussões importantes sobre violência contra a mulher, além de apresentarem propostas para as áreas de saúde e educação. Por sua vez, os candidatos de direita reforçaram suas posições conservadoras, como a defesa da moral, buscando apoiar-se sempre que possível na figura do presidente Bolsonaro. Com a aproximação das eleições, observamos também que as campanhas de reeleição aumentaram o número de postagens sobre realizações durante seu primeiro mandato, para fortalecer uma imagem positiva de gestores públicos. Por outro lado, os adversários destacavam os problemas destas gestões e apresentavam suas alternativas para áreas como transporte, transparência pública e assistência social. Com o final do primeiro turno e o início do segundo, seguiremos acompanhando as cam­panhas digitais e verificando quais estra­té­gias se mostraram mais eficientes e como as campanhas se comportarão nessa nova etapa do processo eleitoral, em busca da vitória.

Você pode baixar nosso relatório, clicando aqui

[1] Filipe Tomazelli Sabará do partido NOVO teve a sua candidatura indeferida pelo TSE, divulgada em 25/10/2020. Situação disponível em: http://divulgacandcontas.tse.jus.br/divulga/#/candidato/2020/2030402020/71072/250000693062

[i] Informação sobre o impulsionamento disponível em https://www.facebook.com/ads/library/?active_status=all&ad_type=all&country=BR&view_all_page_id=2159897224265064 Acesso em 16.11.20.

 

Apoie o Manchetômetro

Criado em 2014, o Manchetômetro (IESP-UERJ) é o único site de monitoramento contínuo da grande mídia brasileira. As pesquisas do Manchetômetro são realizadas por uma equipe com alto grau de treinamento acadêmico e profissional.

Para cumprirmos nossa missão, é fundamental que continuemos funcionando com autonomia e independência. Daí procurarmos fontes coletivas de financiamento.

Conheça mais o projeto e colabore: https://benfeitoria.com/manchetometro

Compartilhe nossas postagens e o link da campanha nas suas redes sociais.

Seu apoio conta muito!

Publicação anterior

Por Keila Rosa, Andressa Liegi, Robson Nunes, Natasha Bachini, Eduardo Barbabela e João Feres Júnior
11/11/2020 - Faltando menos de duas semanas para as elei­­ções municipais de 2020, chegamos à quin­ta semana do período eleitoral. Com a pro­ximidade do primeiro turno da eleição e a divulgação de ...