De 17 a 23 de agosto de 2020
De 17 a 23 de agosto de 2020

Por Natasha Bachini, Eduardo Barbabela, Douglas Moura, Keila Rosa, Andressa Liegi Costa, Lucas Loureiro, Bruna Medina, Ana Beatriz Getirana, Matheus Ribeiro, Robson Nunes, Victor Nobre e João Feres Jr
11/09/2020 -

Entre os dias 17 e 23 de agosto de 2020, das 719 páginas monitoradas, 639 publicaram algum conteúdo. No total, foram verificadas 16.466 publicações, dentre as quais, 6.984 (42%) fotos, 5.887 (36%) links, 3.451 (21%) vídeos e 144 (1%) status – ferramenta de compartilhamento de humor, sentimentos, pensamento ou atividade.

O auxílio emergencial foi o principal assunto da semana. O deputado federal André Janones (AVANTE-MG), principal personagem da semana, emplacou onze postagens entre as vinte com mais engajamentos e sete delas foram as mais compartilhadas do nosso ranking. No post com maior engajamento da semana, o deputado federal mineiro grava um vídeo em que informa sobre a possível redução do valor do auxílio emergencial pelo governo federal. Janones denuncia que nos bastidores do Ministério da Economia, o governo federal tenta fechar votos com parlamentares para reduzir o auxílio emergencial ao valor de 200 reais e ameaça divulgar os nomes dos congressistas que votarem a favor da redução do valor do auxílio emergencial. Ao final, o deputado direciona a palavra diretamente ao Presidente Jair Bolsonaro (sem partido), solicitando que o mesmo não reduza o valor do auxílio.

O presidente Jair Bolsonaro também se destacou no ranking dessa semana com discurso relembrando seu posicionamento do início da pandemia. Em vídeo, Bolsonaro relembra sua fala de março, quando afirmou que se não cuidássemos da economia, a pandemia não seria a única a produzir mortes. Para reforçar seu argumento, utiliza um trecho de um pronunciamento do Diretor-Geral da Organização Mundial de Saúde, Tedros Adhanon, no qual declara que saúde e economia são inseparáveis. Bolsonaro ainda acusa outros governantes de destruírem empregos ao passo que defende que o governo federal fez sua parte no combate à crise, auxiliando pequenas e médias empresas a manterem seus empregados e criando o auxílio emergencial para a população de baixa renda.

A deputada federal Carla Zambelli (PSL-SP) também publicou post que aproxima a posição do governo com a posição da OMS. Na postagem, Zambelli divulga uma foto do jornalista Alexandre Garcia, do Diretor-Geral da OMS e do Presidente da República, com a frase: ‘não se pode escolher entre pandemia e vida, pois é uma falsa escolha’. A deputada ainda ironiza o fato e questiona se “vai o diretor da OMS pagar direitos autorais ao Presidente do Brasil?”. O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-RJ) também postou sobre o fato. Na publicação, reproduziu seu próprio tweet sobre a afirmação da OMS de que as pessoas precisavam aprender a conviver com o vírus e não apenas esperar uma vacina.

A pandemia do Coronavírus também foi tema de postagens de outros deputados federais da base governista, como Eduardo Martins (PSC-PR), Filipe Barros (PSL-PR) e Bia Kicis (PSL-DF). Os três deputados publicaram posts afirmando que a China supostamente estaria recomendando o uso de hidroxicloroquina para tratar a covid-19.

Esta semana a discussão sobre o auxílio emergencial continuou com força nas redes, emplacando mais da metade dos vinte posts mais compartilhados no período. A atual crise econômica ajuda a explicar a relevância do tema nas redes e a possível redução do auxílio indica que ele deve continuar bastante presente nas próximas semanas.

Além disso, a extrema direita demonstrou, mais uma vez, sua capacidade de dominar a narrativa das redes e utilizá-la a seu favor. A distorção do pronunciamento do diretor geral da OMS para defender o posicionamento do governo federal ante a pandemia é mais uma demonstração da capacidade da rede bolsonarista de reverter narrativas a favor do governo de Jair Bolsonaro. Nada de novo no front.

Para acessar o nosso relatório com o ranking de páginas, clique aqui.

Apoie o Manchetômetro

Criado em 2014, o Manchetômetro (IESP-UERJ) é o único site de monitoramento contínuo da grande mídia brasileira. As pesquisas do Manchetômetro são realizadas por uma equipe com alto grau de treinamento acadêmico e profissional.

Para cumprirmos nossa missão, é fundamental que continuemos funcionando com autonomia e independência. Daí procurarmos fontes coletivas de financiamento.

Conheça mais o projeto e colabore: https://benfeitoria.com/manchetometro

Compartilhe nossas postagens e o link da campanha nas suas redes sociais.

Seu apoio conta muito!

Publicação anterior

Por Natasha Bachini, Eduardo Barbabela, Douglas Moura, Keila Rosa, Andressa Liegi Costa, Lucas Loureiro, Bruna Medina, Ana Beatriz Getirana, Matheus Ribeiro, Robson Nunes, Victor Nobre e João Feres Jr
11/09/2020 - Entre os dias 24 e 30 de agosto de 2020, das 719 páginas monitoradas, em um total de 17.237 posts que geraram 9.142.029 compartilhamentos. Os recursos utilizados foram 7.295 (42%) ...
Próxima publicação

Por André Madruga, Eduardo Barbabela e Robson Nunes
11/09/2020 - No episódio, Eduardo Barbabela, doutorando em ciência política, conversa Robson Nunes, pesquisador do M Facebook, sobre o conteúdo das páginas mais populares na rede em agosto. Apresentação e edição: André ...