Boletim Editorial 19
Boletim Editorial 19

Por Juliana Gagliardi, Eduardo Barbabela, Lidiane Vieira e João Feres Júnior[1]
31/12/2019 -

No período de 18 a 24 de dezembro, os editoriais da grande imprensa[2] abordaram as temáticas listadas na Figura 1. Consideramos, para análise mais específica em nosso boletim, aquelas presentes simultaneamente nos três jornais que, nesta semana, foi apenas o meio ambiente.[3]

A Figura 2 apresenta, a título de acompanhamento, a posição dos editoriais sobre o presidente Jair Bolsonaro.

Figura 1: Temáticas presentes nos editoriais (18 a 24/12/2019)

MEIO AMBIENTE. O meio ambiente foi a temática que apareceu simultaneamente nos três jornais na semana em questão, embora com abordagens distintas. OESP publicou editorial em que aborda a integração entre agropecuária e floresta e do lugar do Brasil na vanguarda daqueles que buscam eliminar a fome no mundo e preservar as suas riquezas naturais.[4] O jornal tenta argumentar que o agronegócio e a preservação ambiental não seriam conflitantes. A FSP e O Globo, por outro lado, publicaram editoriais nos quais criticam a política ambiental do governo Bolsonaro. A Folha acusa o Planalto de divulgar mentiras, além de afrouxar as normas de licenciamento, chamando Bolsonaro de paranóico e de agente de um “desgoverno ambiental”. Diante disso, o jornal paulista reserva ao Congresso o lugar de poder moderador. [5] O Globo foca em atribuir responsabilidade ao governo Bolsonaro por seu relaxamento na fiscalização e na repressão agentes da devastação, como madeireiros e garimpeiros, argumentando que sua postura de crítica a políticas ambientais também contribuiu para o ataque a áreas de preservação.[6]

 

Nesta semana, outros temas chamam atenção na Figura 1, embora não tenham aparecido em todos os jornais. O presidente Bolsonaro apareceu centralmente em cinco editoriais, mas todos eles em OESP. Também nesta semana, não houve menção positiva a ele, como indica a Figura 2. A reativação da economia também foi tema principal de quatro editoriais, mas, mais uma vez, todos de OESP, o que explica o fato desses assuntos não estarem destacados neste boletim.

Figura 2: Valências da abordagem a Jair Bolsonaro nos editoriais (18 a 24/12/2019)

[1] Em razão do fim do ano, haverá uma pausa após este número e o boletim editorial retornará na última semana de janeiro.

[2] Para este boletim, consideramos 47 editoriais publicados por Folha de S. Paulo (FSP), O Estado de S. Paulo (OESP) e O Globo.

[3] Outros cinco temas ficaram fora do ranking, mas foram abordados por dois jornais cada na última semana: Bolsonaro (OESP e O Globo); a gestão de Marcelo Crivella na Prefeitura do Rio (FSP e O Globo); Flavio Bolsonaro (FSP e O Globo); o impeachment de Donald Trump (FSP e OESP); e Argentina (FSP e OESP).

[4] Integrar agropecuária e floresta, OESP, 21/12/2019.

[5] Amazônia já, FSP, 22/12/2019.

[6] Depois da COP-25, é preciso voltar a fiscalizar e a punir desmatamentos, O Globo, 19/12/2019.

Apoie o Manchetômetro

Criado em 2014, o Manchetômetro (IESP-UERJ) é o único site de monitoramento contínuo da grande mídia brasileira. As pesquisas do Manchetômetro são realizadas por uma equipe com alto grau de treinamento acadêmico e profissional.

Para cumprirmos nossa missão, é fundamental que continuemos funcionando com autonomia e independência. Daí procurarmos fontes coletivas de financiamento.

Conheça mais o projeto e colabore: https://benfeitoria.com/manchetometro

Compartilhe nossas postagens e o link da campanha nas suas redes sociais.

Seu apoio conta muito!

Publicação anterior

Por Lidiane Vieira, Juliana Gagliardi, Eduardo Barbabela e João Feres Jr.
30/12/2019 - ...
Próxima publicação

Por João Feres Junior e Eduardo Barbabela
20/03/2020 - Capítulo 1 – Apresentação Nesta série de estudos utilizaremos a base de dados do Manchetômetro para examinar em detalhe o tratamento que a mídia grande[1] tem dispensado a Bolsonaro e ...